Eita ano complicadinho, sô!

caipira

Você já deve estar cansado(a) de ouvir sobre a agenda deste ano que simplesmente foi colocada goela abaixo para todos nós brasileiros, ou seja: carnaval , 4 dias de folia no Brasil, 7 na Bahia, sendo que é normal na semana que antecede o evento, o ritmo de uma grande maioria ficar mais pra baladinha romântica do que pra marchinha frenética, copa do mundo, 32 dias, 768 horas, 46.080 minutos sofrendo até o último, se “houver” último minuto e não acabar antes (Deus nos abençoe porque embora eu tenha achado um absurdo os custos desta brincadeira, sou brasileira e vou torcer para levarmos esta também!), eleições, teoricamente dura um dia, um domingo, mas que após a copa do mundo vai fazer com que muitas coisas empaquem neste país, além é claro de vermos mais uma vez dinheiro público sendo usado indevidamente, entre outras coisas previsíveis. Isto se não começarmos a pensar na eterna crise brasileira, e que existem 49 finais de semana em 2014. Aí você pensa: como vai ser tudo isso? Eu também já quebrei muito a minha cabeça e acredito que a formula (se é que existe uma) deve ser a mesma de sempre: vamos levantar todos os dias, fazer o nosso melhor, buscar novos clientes e negócios, lutar para manter os atuais, em fim, sobreviver… Dias destes conversando com uma amiga que também é vendedora e falando mais uma vez sobre isso, conversa vem, conversa vai, Sr Zé Antonio, avô dela, 87 anos, lúcido, caipira esperto, ficou todo o tempo quieto na varanda, como se não estivesse ali e quando paramos de falar como se houvéssemos esgotado todas as palavras, o vovozinho resume numa única frase toda a prosa: “Eita ano complicadinho, sô!”. Disse tudo Sr Zé…disse tudo… (rs)